A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 10/09/2015 14h56

    Após rebaixamento de nota, Dilma cobra rapidez em cortes de gastos

    Agência de classificação de risco Standard & Poor's avaliou que o País perdeu o chamado "grau de investimento"

    Foto: Marcelo Camargo /Agência Brasil

    Em reunião de emergência convocada nesta quinta-feira (10), após o Brasil perder o grau de investimento pela agência Standard & Poor’s, a presidente Dilma Rousseff pediu agilidade no anúncio de medidas para reverter a crise financeira do País. Segundo o jornal O Estado de São Paulo, as primeiras decisões devem ser anunciadas hoje à tarde pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

    Ainda segundo a publicação, o governo está convencido que a estratégia deve ser “cortar na própria carne”, com diminuição de gastos da máquina pública e reforma administrativa.

    Ontem, a agência de classificação de riscos Standard & Poor's informou que reduziu a nota de crédito do Brasil de BB+ para BBB-, com perspectiva negativa, o que significa que há chance de nova revisão para baixo no futuro. Com a redução, o Brasil perde o grau de investimento, conferido a países considerados bons pagadores e seguros para investir.  

    Gaúcha
     
    Comentários