A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 10/09/2015 23h46

    Após rebaixar Petrobras, agência reduz nota de Banrisul e outros 13 bancos brasileiros

    Agência Standard & Poor's reduziu, nesta quinta-feira, rating das principais instituições financeiras do País

    Após rebaixar a nota de crédito do Brasil e de 31 empresas, incluindo a Petrobras, a agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) comunicou nesta quinta-feira (10) a redução do rating de 14 instituições financeiras, entre as quais os principais bancos públicos do País. Perderam o grau de investimento o Banrisul, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

    As notas dessas instituições foram reduzidas de BBB- para BB+, com perspectiva negativa. No comunicado divulgado ontem sobre o rebaixamento da nota do Brasil, a S&P afirma que a proposta orçamentária para 2016, prevendo déficit em vez do superávit primário de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e riquezas de um país), contribuiu para a decisão.

    De acordo com a agência, a proposta orçamentária com déficit “reflete desacordo sobre a composição e magnitude das medidas necessárias para reparação da derrapagem das finanças públicas”.

    A nota também cita o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e a presidente Dilma Rousseff, afirmando que a coesão entre Levy e o gabinete da Presidência da República diminuiu.

    Veja as instituições rebaixadas pela Standard & Poor's:

    Banrisul S.A.

    Banco Safra S.A.

    Banco Bradesco S.A.

    Banco Citibank S.A.

    Itaú Unibanco Holding S.A.

    Itaú Unibanco S.A.

    Banco BTG Pactual

    Banco Pan S.A

    Banco Santander (Brasil) S.A.

    Banco do Nordeste do Brasil S.A.

    Banco do Brasil S.A.

    Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais S.A.

    Caixa Econômica Federal S.A

    Banco Nacional de Desenvolvimento Social S.A (BNDES)

    Agência Brasil
     
    Comentários