A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 16/07/2017 18h23

    Aranha reclama de xingamentos da torcida do Grêmio: "Vejo ódio na cara das pessoas"

    Goleiro retornou à Arena para defender a Ponte Preta e reclamou do tratamento recebido

    Foto: Lauro Alves /Agencia RBS

    Aranha parece não ter perdoado a torcida do Grêmio após o episódio em que foi vítima de insultos racistas, quando ainda defendia o Santos. Depois da vitória gremista por 3 a 1 sobre a Ponte Preta, o goleiro reclamou do tratamento que recebeu da torcida, ainda que não tenha mencionado episódios de xingamentos racistas.

    — Quando eu volto aqui, procuro não olhar para a arquibancada. Cada vez que eu olho, vejo ódio na cara das pessoas. Eles têm a certeza de que eu estou errado. É triste em um clube do tamanho do Grêmio, ainda há pessoas que vêm aqui atrapalhar, deixar feio o espetáculo — afirmou, antes de completar:

    — Tenho que vir, me preocupar em jogar futebol, não tenho que revidar provocação. Na Região Sul do pais é assim, já aconteceu em vários estádios. A falta de respeito, a falta de educação está geral.

    O goleiro ainda elogiou a atitude de um dos torcedores gremistas, que carregou um cartaz com uma mensagem que lhe pedia perdão pelos xingamentos do jogo contra o Santos em 2014.

    — Vi o cartaz na hora que eu estava saindo, ele faz o esforço dele, fico feliz mesmo porque tem que partir de alguém. Pode ter certeza que o pai, passando esse conceito para o filho, tem tudo pra ser uma pessoa melhor. No meio de tantas pessoas que me olham com ódio, tem gente de bom coração — concluiu.

     

    Zero Hora
     
    Comentários