A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 02/09/2015 22h52

    Argel destaca goleada sobre o Vasco: "Prova muito forte de que temos personalidade"

    Treinador analisou vitória de 6 a 0 no Beira-Rio

    Argel comemorou a vitória por 6 a 0 sobre o Vasco

    Foto: Félix Zucco /Agencia RBS

    A goleada de 6 a 0 aplicada pelo Inter sobre o Vasco, na noite desta quarta-feira (2), foi amplamente comentada pelo técnico colorado, Argel Fucks, após a partida. Por quase meia hora, o treinador repercutiu o resultado sobre o lanterna do Brasileirão e destacou, principalmente, a postura mantida pela equipe, mesmo depois de ter perdido por 3 a 0 para o Avaí, no domingo.

    Veja todas as notícias do Inter

    Acompanhe a tabela do Brasileirão 2015

    "Hoje a gente deu uma prova muito forte de que temos personalidade. A gente sabia da responsabilidade. Viemos de derrota. Hoje, tivemos uma recuperação boa do Lisandro. Ele é um jogador que por onde passou foi goleador. Aqui não vai ser diferente. A vitória passa muito pela atitude e pelo comprometimento. Em momento nenhum, vimos um time inseguro. Pelo contrário, vimos um time solto. Nem parecia que vinha de derrota", exaltou Argel.

    No próximo sábado, o Inter enfrenta o São Paulo, pelo Brasileirão. O treinador colorado evitou projetar o confronto, pois, segundo ele, preferia comentar a vitória sobre o Vasco. Mesmo assim, Argel lamentou as ausências para a 23ª rodada: "Não podemos usar o Wellington, o Rafael Moura, o Vitinho. Mas sexta a gente vai treinar. O time que treina é o time que joga. Não tem coletivo de madrugada comigo, não".

    Apesar das baixas, Argel deve contar com a volta de D'Alessandro, que não atuou nesta quarta por suspensão. Alex, muito elogiado pelo técnico, foi o substituto do camisa 10, mas cansou e teve de dar lugar a Anderson. Quando o assunto foi o jogador contratado para esta temporada, o treinador preferiu ser cauteloso.

    "O D'Alessandro é meu capitão, é o homem de confiança. O Anderson está merecedor para buscar esse espaço. Hoje eu vi ele acompanhando o lateral-direito e dando carrinho na linha de fundo. É um jogador que treinou quatro ou cinco dias e já entrou na equipe (no começo da temporada). Então estamos preparando o Anderson. Eu fico satisfeito porque um dos desafios que eu tenho é recuperar o Anderson. Ele tem 26 anos. Tem que ter fome de jogar futebol. Garoto bom, o grupo gosta dele", avaliou

     
    Comentários