- Atualizado em 19/05/2017 13h38

Cléber Grabauska: onde escalar Arthur e Pottker?

Comentarista fala sobre dúvidas na Dupla Gre-Nal

Foto: Félix Zucco /Agência RBS

Estamos lendo e ouvindo várias  sugestões sobre  quais seriam os times perfeitos de Grêmio e Inter quando todo mundo estiver à disposição. E em todas, Arthur e William Pottker são titulares. E não poderia ser diferente. O volante é a grande revelação gremista. E o atacante, a maior e melhor contratação feita pela direção colorada nessa transformação pela qual  passa o Inter.

Quando Maicon e Bolaños voltaram, possivelmente lá no final do mês, Renato Portaluppi poderia escalar o Grêmio, do meio para frente,com Arthur e Maicon, Ramiro, Bolaños e Luan, com Lucas Barrios mais adiantado. Assim, tem lugar para os melhores. O problema seria ajustar a equipe taticamente. Arthur e Maicon têm características parecidas. Luan e Bolaños na linha de armação precisariam ajudar na recomposição da linha de armação. Enfim, seriam detalhes que o treinador precisa resolver. Mas não sei se Renato enxerga o Grêmio desse jeito. 

Da mesma forma, Zago deve pensar na melhor maneira de equilibrar o Inter para receber Willian Pottker e, provavelmente, abrir mão de Nico López ou Marcelo Cirino. Do meio para frente, o Inter poderia ter Dourado, Edenílson, Gutiérrez e D'Alessandro, Nico e Pottker. Mesmo reconhecendo  que Cirino fez dois bons jogos desde a estreia, Nico e Pottker é uma dupla que se complementa melhor. 

E existe ainda uma outra corrente no mercado que gostaria de ver o Inter com três atacantes, acho que essa seria uma boa alternativa para os jogos da Série B, onde os times são mais frágeis, não a considero a ideal. Para ter três atacantes, D'Alessandro precisaria realizar algumas funções táticas das quais esta liberado atualmente. E sacrificar  D'Alessandro para ter três atacantes é um risco que o Inter não precisa correr.

Zero Hora
 
Comentários