A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 09/09/2015 9h07

    Correspondente Ipiranga - 8h

    Confira o resumo e ouça a íntegra desta edição

    - Sartori pede volta da CPMF em reunião de governadores do PMDB com vice-presidente Michel Temer.

    - Samu opera com metade dos atendentes devido a falta de repasses do governo do Estado.

    - Região Metropolitana registra milésimo homicídio 16 dias mais cedo em relação a 2014.

    - Dados do IBGE mostram que o Brasil tem 90 mil crianças de 10 a 14 anos que são casadas.

    - Dez pessoas ficaram feridas na chegada de um Tufão na costa Sul da principal ilha japonesa.

    - Rainha Elizabeth Segunda se torna hoje o monarca a ocupar o trono britânico por mais tempo.

    - Brasil está na posição número 56 no ranking dos melhores países no mundo para os idosos viverem.

    - Homem morreu eletrocutado ao tentar roubar fios no centro de Porto Alegre.

    - Bandidos rendem caminhoneiro e levam carga de bebidas na RS-240 em Portão, no Vale do Caí.

    - Região metropolitana de Porto Alegre registra Mil homicídios desde janeiro.

    - Loto Fácil da Independência saiu para 51 apostas.

    - Brasil vence EUA em amistoso.

    - Termina hoje o prazo para se inscrever em um dos vestibulares mais procurados e disputados do País, o da Fuvest.

    - Neblina exige atenção extra dos motoristas em Porto Alegre.

    - Serviço de atendimento telefônico do Samu reduz telefonistas por falta de repasse de recursos.

    - Mais de 94 mil pessoas são afetadas pela chuva em algumas regiões do Paraná.

    - STF não autoriza abertura de inquérito para investigar o ministro Aloizio Mercadante e senador Aloysio Nunes no esquema de corrupção da Petrobras.

    - Supremo deve retomar hoje o julgamento da descriminalização do porte de drogas para consumo próprio.

    - Deputado estadual Juliano Roso responde à denúncia de contratação irregular de assessor.

    - Senado conclui votação do projeto de lei da reforma política que coloca fim à doação de empresas a campanhas eleitorais.

    - Governo federal quer aumentar impostos para cobrir o rombo de R$ 30 bilhões nas contas públicas.

     

     
    Comentários