A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 09/09/2015 12h34

    Em 3 anos, empresa de energia tem R$ 700 mil em equipamentos furtados

    Nova Palma Energia atende parte dos municípios da Região Central; valor furtado é pago pelo consumidor

    Em alguns casos de furtos, os consumidores chegam a ficar sem energia elétrica

    Foto: Marco Favero /Agência RBS

    A empresa Nova Palma Energia, de Faxinal do Soturno, que atende parte dos municípios da Região Central, já teve um prejuízo grande com roubos de 70 equipamentos. Em três anos, cerca de R$ 700 mil foram furtados, entre transformadores, ligadores e outros equipamentos usados para a manutenção do serviço.

    Na madrugada da última terça-feira (8), sete transformadores usados para a rede de irrigação foram furtados de uma só vez. Eles estavam em lavouras e ficam próximos de rios como Soturno e Jacuí. Os bandidos desmancham o equipamento e se interessam pelo núcleo, que é feito de cobre.

    Só na última semana, foram 11 transformadores furtados, de acordo com o gerente de distribuição da empresa, Elvindo Possebon. E quem acaba pagando a conta é o consumidor:

    "Isso não acontece imediatamente, mas, como é um investimento da empresa, no fim das contas esse valor acaba indo para a tarifa de energia elétrica. Isso acontece a longo prazo, mas é o consumidor quem acaba pagando", explica.

    No último caso, nenhum consumidor ficou sem energia, mas isso acontece em alguns casos de roubos. A Nova Palma Energia está em contato com uma empresa de vigilância para tentar descobrir alguma forma de acabar com os furtos. 

    Gaúcha SM
     
    Comentários