A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 18/05/2017 13h01

    Fachin nega pedido de prisão de Aécio e não levará caso ao plenário do STF

    Supremo esclareceu que pedido só será analisado pelo plenário se a Procuradoria-Geral da República entrar com recurso

    Foto: Carlos Humberto /SCO/STF

    Relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin negou o pedido de prisão do senador Aécio Neves e não levará a decisão sobre o assunto para o plenário da corte. 

    O esclarecimento foi feito no final da manhã pelo STF. Para que o pedido de prisão seja levado ao plenário, é necessário que a Procuradoria-Geral da República entre com um recurso, o que ainda não ocorreu. É improvável que o assunto seja decidido ainda nesta quinta-feira.

    Fachin ainda não decidiu se vai autorizar a divulgação das gravações que, segundo o jornal O Globo, mostram Aécio Neves pedindo propina ao dono do frigorífico JBS e o presidente Michel Temer tratando de um suborno para garantir o silêncio de Eduardo Cunha, que está preso pela Lava-Jato.

    Zero Hora
     
    Comentários