- Atualizado em 09/09/2015 8h38

Falta de repasses do Estado deixa Samu com metade dos atendentes no 192

Motivo é o bloqueio das contas do Rio Grande do Sul pela União

Quatro funcionários trabalham nesta noite

Foto: Gilmar de Souza /BD/ JSC

O Serviço de Atendimento Movél de Urgência (Samu) está atendendo com quatro telefonistas desde as 19h desta terça-feira (8). O número é metade do total que normalmente trabalha recebendo ligações com pedidos de socorro pelo telefone 192.

O motivo é a falta de repasses por parte do governo do Estado à SA Recursos Humanos, empresa terceirizada que executa o trabalho. 

De acordo com a Secretaria da Saúde, os repasses não foram feitos em virtude do bloqueio dos recursos pela União. A expectativa é efetuar o pagamento até sexta-feria (11).

"O pagamento dos tercerizadosé prioridade da SES e será realizado assim que houver a quitação da parcela da dívida com a União", disse a pasta.

A central atende 146 municípios no interior do Estado.

Gaúcha
 
Comentários