•  Porto Alegre
  •  Santa Maria
  •  Serra
  •  Zona Sul
20:00Futebol da Gaúcha: Flamengo x Inter / Grêmio x Figueirense22:59
 
 
 
 
A
 
 
 
 

Jovem acusado de jogar mulher pela janela e provocar três mortes em Porto Alegre vai responder por homicídio qualificado

Bárbara Pena de Moraes Souza está no Hospital Cristo Redentor em estado grave

Foto: Ronaldo Bernardi  / Agencia RBS

O autor vai responder por três homicídios qualificados, por uso de fogo e motivo fútil que é o desentendimento com a mulher, além de tentativa de homicídio contra a companheira.

Ou seja, o jovem foi responsabilizado pela morte dos dois filhos e de um vizinho, além dos ferimentos da mulher, jogada pela janela na Zona Norte de Porto Alegre. O inquérito foi remitido nesta quinta ao Judiciário.

O marido de Bárbara, João Moojen Neto, de 22 anos, foi transferido do Presídio Central para o Instituto Psiquiátrico Forense. De acordo com a polícia, ele assumiu ser usuário de drogas.

Dependendo dos exames, o jovem pode voltar para o Presídio. As crianças Isadora Penna de Moraes Moojen, de dois anos, e João Henrique Penna de Moraes Moojen, de quatro meses, morreram em razão do fogo. 

Um vizinho, Mário Ênio Pagliarini, de 76 anos, também foi encontrado morto nas escadas do prédio. Bárbara Pena de Moraes Souza, de 19 anos foi encaminhada ao Hospital Cristo Redentor, onde permanece na UTI em estado grave. Ela passou por cirurgia ontem e teve 80 por cento do corpo queimado.
Comentários