A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 08/09/2015 18h27

    Justiça do RS nega pedido para convocação de 2,5 mil brigadianos

    Mandado de segurança fora impetrado pela Associação de Cabos e Soldados da Brigada Militar

    Foto: Ronald Mendes /Ag. RBS

    O Tribunal de Justiça (TJ) negou o pedido para que o governo do Estado convocasse imediatamente 2,5 mil soldados concursados para atuar na Brigada Militar. A decisão foi divulgada nesta terça-feira (8).

    O mandado de segurança coletivo havia sido impetrado pela Associação de Cabos e Soldados da Brigada Militar (Abamf). A Abamf alega que os policiais estão sofrendo com viaturas defasadas e falta de armamento e efetivo, situação que tem exposto os agentes ao risco.

    Na decisão, a desembargadora Isabel Dias Almeida não reconheceu risco de dano nem relevância na fundamentação. E, de acordo com a magistrada, durante o prazo de validade do concurso, o Piratini deve observar a conveniência e oportunidade para chamar os aprovados.

    Gaúcha
     
    Comentários