A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 06/10/2014 9h12

    Luis Carlos Heinze é o deputado federal mais votado; veja eleitos

    Ex-goleiro do Grêmio vai para o segundo mandato na Câmara

    Heinze foi o mais votado para a Câmara

    Foto: Arquivo pessoal /PP

    Luis Carlos Heinze (PP) é o deputado federal com a maior votação nas eleições de 2014, com 162 mil votos. Em segundo lugar aparece o ex-goleiro do Grêmio, Danrlei de Deus (PSD), que chega ao segundo bancado na Câmara Federal com 158,9 mil votos. Em seguida estão Alceu Moreira (PMDB), com 152,3 mil votos, Giovani Feltes (PMDB), com 151,4 mil, e Onyx Lorenzoni, com 148,2 mil.

    A maior bancada é a do PT, com oito deputados federais. Depois vem o PP e o PMDB, com cinco deputados cada; PDT e PTB com três eleitos. O PSB elegeu dois representantes; PSDB, PRB, DEM, PCdoB e PSD elegeram um cada.

    Veja, por coligação, quem são os candidatos eleitos para a Câmara dos Deputados:

    PT (oito deputados)

    - Paulo Pimenta - 140.868 votos (reeleito)
    É novamente eleito o deputado federal mais votado pelo PT. Nas eleições de 2010 fez 153 mil votos. É de Santa Maria e presidiu a Comissão sobre a tragédia na boate Kiss que resultou no projeto para atualizar a legislação federal sobre incêndios – projeto da Lei Kiss.

    - Marco Maia - 133.639 votos (reeleito)
    Foi presidente da Câmara dos Deputados durante dois anos e, inclusive, na ausência de Dilma e do vice Michel Temer, exerceu a presidência da República. Tem sua base eleitoral em Canoas, principalmente entre os sindicalistas e metalúrgicos. Atualmente, é relator da CPI da Petrobras.

    - Henrique Fontana - 128.981 votos (reeleito)
    É o atual líder do governo Dilma na Câmara dos Deputados, o médico Henrique Fontana fez 131 mil votos em 2010 - manteve-se este ano como o terceiro mais votado da bancada do PT. Tem como uma das principais bandeiras a reforma política.

    - Maria do Rosário - 127.919 votos (reeleita)
    Foi ministra da Secretaria dos Direitos Humanos do governo Dilma, com forte atuação contra a exploração infantil. Em 2010, foi a segunda mais votada da bancada do PT com 143 mil votos.

    - Dionilso Marcon - 116.178 (reeleito)
    Na primeira eleição à Câmara, foi eleito com 100 mil votos. Atua principalmente na área da reforma agrária, junto a assentamentos e integrantes do MST. Foi diretor do movimento e defende os pequenos agricultores. 

    - Pepe Vargas - 109.469 votos (reeleito)
    Foi ministro do Desenvolvimento Agrário do governo Dilma. Ex-prefeito de Caxias do Sul, na Serra.

    - Elvino Bohn Gass - 100.841 (reeleito)
    É natural de Santo Cristo, no noroeste, e atua principalmente na área da agricultura familiar, em defesa dos pequenos produtores rurais. Em 2010 fez 90 mil votos (oitavo mais votado do PT).

    - Fernando Marroni - 94.275
    Conquistou uma vaga na Câmara após ter ficado na suplência em 2010, quando fez 87 mil votos. Exerceu o mandato porque a Maria do Rosário virou ministra de Dilma. Com base em Pelotas, disputou a prefeitura da cidade em 2012, mas perdeu para Eduardo Leite (PSDB). É casado com a deputada estadual reeleita Miriam Marroni.

    PP (cinco deputados)
    - Luis Carlos Heinze - 162.462 votos (reeleito)
    É integrante da bancada ruralista na Câmara Federal.  Se elegeu deputado pela primeira vez em 1998, com 63.606 votos. Depois, foi reeleito em 2002, 2006 e 2010, nessa última vez com 180 mil votos (o mais votado do PP). 

    - Afonso Hamm - 132.202 votos (reeleito)
    Formado em Agronomia, está no seu terceiro mandato na Câmara. Ele assumiu pela primeira vez como deputado federal suplente, em outubro de 2005 e permaneceu até março de 2006. Em 2006, foi eleito e reeleito em 2010. Foi vereador e Secretário Municipal de Agricultura e Pecuária, em Bagé. 

    - Jerônimo Goergen - 115.173 votos (reeleito)
    Foi eleito pela primeira vez como deputado federal em 2010. Antes disso, exerceu dois mandatos como deputado estadual. É advogado e presidiu duas vezes a Juventude Progressista Gaúcha. Também foi presidente estadual do PP, de 2007 a 2009. 

    - Covatti Filho - 115.131 votos
    É filho do deputado federal Vilson Covatti, que neste ano decidiu não concorrer à reeleição. O pai foi deputado federal duas vezes. Sua mãe, Silvana Covatti, foi reeleita para a Assembleia Legislativa.

    - Renato Molling - 102.770 votos (reeleito)
    É deputado federal, indo para o terceiro mandato a partir de 2015. Nas eleições 2010, recebeu 104.175 votos. Foi prefeito de Sapiranga por dois mandatos. Atua em defesa dos setores coureiro-calçadista e moveleiro.

    PMDB (cinco deputados)

    - Alceu Moreira - 152.421 votos (reeleito)
    Vai para o segundo mandato na Câmara, após fazer 81.071 votos na última eleição. Ex-prefeito de Osório, no Litoral Norte, foi deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa. É um dos parlamentares que integra a bancada ruralista. 

    - Giovani Feltes - 151.406 votos
    Assume um mandato na Câmara dos Deputados, após ter sido eleito deputado estadual na última eleição, com 55.276 votos. Foi vereador na cidade de Campo Bom, onde também foi prefeito.

    - Osmar Terra - 120.755 votos (reeleito)
    É médico e atua na área da saúde. Foi secretário estadual da Saúde nos governos de Germano Rigotto (PMDB) e Yeda Crusius (PSDB) e prefeito de Santa Rosa, no noroeste. É autor do projeto de lei que altera a Lei sobre Drogas. Na última eleição, foi o mais votado do PMDB, com 130 mil votos.

    - Márcio Biolchi - 119.190 votos
    Natural de Carazinho, Márcio Biolchi é filho do ex-deputado federal Osvaldo Biolchi. Ingressou na vida pública em 2000, quando foi eleito vereador mais jovem e mais votado da cidade. Em 2002, foi eleito deputado estadual, sendo reeleito por mais duas vezes.

    - Perondi - 109.864 votos
    Médico, é natural de Ijuí, no noroeste. Está no seu quinto mandato na Câmara dos Deputados, com atuação principalmente na área da saúde.

    PDT (três deputados)
    - Giovani Cherini - 115.294 votos (reeleito)
    Natural de Soledade, foi eleito deputado federal em 2010 com 111.373 votos, sendo o mais votado do PDT. Exerceu quatro mandatos como deputado estadual. Atua como terapeuta holístico.

    - Pompeo de Mattos - 91.849
    Foi deputado estadual e deputado federal, além de prefeito e vereador de Santo Augusto. No governo do prefeito José Fortunati, era secretário municipal do Trabalho. Em 2010 disputou o governo estadual como vice de José Fogaça (PMDB), mas perdeu e ficou sem mandato.

    - Afonso Motta - 90.917 votos
    Advogado e produtor rural, atuou como secretário do Gabinete dos Prefeitos no governo Tarso Genro. Em 2010 fez 71 mil para a Câmara e ficou como suplente.

    PTB (três deputados)
    - Luiz Carlos Busato - 130.807 votos (reeleito)
    É deputado federal, mas estava licenciado porque atuava como Secretário de Obras e Irrigação no governo Tarso Genro. Em 2010, fez 85.832 votos. Tem como base eleitoral a cidade de Canoas.

    - Sérgio Moraes 115.155 votos (reeleito)
    É de Santa Cruz do Sul e atua em defesa dos fumicultores. Em 2010, fez 97 mil votos, sendo o segundo mais votado no PTB. Ficou conhecido por uma delcaração polêmica, ao afirmar que está "se lixando pra opinião pública".

    - Ronaldo Nogueira - 77.017 votos
    Pastor da Assembleia de Deus, é natural de Carazinho. Foi vereador da cidade e assumiu o cargo de deputado federal.

    PSB (dois deputados)

    - Heitor Schuch - 101.243 votos 
    Deputado estadual no terceiro mandato, assume pela primeira vez uma vaga na Câmara. Agricultor de Santa Cruz do Sul, sua história de vida está ligada ao movimento sindical e à agricultura familiar. Foi presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Cruz e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura.

    - José Stédile - 60.523 votos (reeleito)
    Tem sua base eleitoral em Cachoeirinha, onde exerceu dois mandatos consecutivos como prefeito, entre 2001 e 2008. Foi eleito pela primeira vez na Câmara em 2010, com 41.401 votos.

    PSDB (um deputado)

    - Nelson Marquezan Junior - 119.375 mil votos
    Formado em direito, em 2010 foi eleito para a Câmara com 92.394 votos. Também foi deputado estadual.

    PRB (um deputado)

    - Carlos Gomes - 
    92.323 votos
    Evangélico, Carlos Gomes é deputado estadual e agora assume o primeiro mandato na Câmara dos Deputados.

    DEM (um deputado)

    - Onyx Lorenzoni - 148.302 votos (reeleito)
    Em 1994, se elegeu eeputado estadual pelo Partido Liberal e exerceu duas legislaturas. Em 2002 foi eleito deputado federal. e vai para o seu quarto mandato consecutivo. Atualmente é secretário-geral do Democratas Nacional, vice-líder da bancada dos Democratas na Câmara Federal e presidente do partido no Estado. 

    PCdoB (um deputado)

    - João Derly - 
    106.991 votos
    Em 2012, foi eleito vereador, com a segunda maior votação (14 mil votos). É bicampeão mundial de judô. 

    PSD (um deputado)

    - Danrlei de Deus - 158.973 votos (reeleito)
    Ex-goleiro do Grêmio, chega ao segundo mandato na Câmara após fazer 173 mil votos em 2010. Naquela ocasião foi eleito pelo PTB, mas acabou trocando de partido, migrando para a sigla criada pelo ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. 

     
    Comentários