A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 10/09/2015 15h22

    Lula diz que rebaixamento da nota do Brasil "não significa nada"

    Ex-presidente minimizou perda do grau de investimento

    Lula havia exaltado elevação da nota pela agência em 2008

    Foto: Heinrich Aikawa /Instituto Lula

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimizou nesta quinta-feira (10) a decisão da agência de classificação de risco Standard & Poor's de rebaixar a nota de crédito do Brasil. “Isso não significa nada”, disse o ex-presidente,  acrescentando que "significa que apenas a gente não pode fazer o que eles querem. A gente tem que fazer o que a gente quer”.

    Lula fez as declarações durante o 3º Congresso Internacional de Responsabilidade Social, em Buenos Aires.  No discurso, o ex-presidente criticou as agências de risco, argumentando que elas usam critérios diferentes para os “países quebrados da Europa”.

    No entanto, o posicionamento do presidente é divergente do de 2008, quando exaltou a mesma agência de risco por elevar a nota do Brasil naquela ocasião.

    O ex-presidente está na Argentina desde terça-feira (8) à noite. Ontem (9), ele participou da inauguração, na província de Buenos Aires, de uma Unidade de Pronta Atenção (UPA) – um centro de atenção médico semelhante a unidades existentes no Brasil.

    A inauguração ocorre durante a campanha para as eleições presidenciais argentinas, marcadas para o próximo mês, e teve a presença da presidenta Cristina Kirchner e do candidato governista, Daniel Scioli.

    Com informações da Agência Brasil
     
    Comentários