- Atualizado em 24/02/2017 10h08

Ministro do STF concede liberdade ao goleiro Bruno no caso Eliza Samudio

Decisão é do ministro do Supremo Marco Aurélio Mello

Foto: Marcelo Albert /TJMG

Por meio de uma liminar, o ministro do Supremo Tribunal (STF) Federal Marco Aurélio Mello concedeu liberdade ao goleiro Bruno. O ex-jogador cumpria pena na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), em Minas Gerais, por envolvimento na morte de Eliza Samudio.

O ex-goleiro do Flamengo foi condenado a 22 anos e três meses de prisão por envolvimento no crime, ocorrido em 2010. O corpo de Eliza nunca foi encontrado.

O pedido de liminar, inicialmente analisado por Teori Zavascki - morto em um acidente aéreo em janeiro - foi redistribuído ao ministro Marco Aurélio Mello.

Na decisão, assinada na última terça-feira (21), Mello alega que Bruno tem direito a responder em liberdade enquanto aguarda o recursos contra a condenação.

"A esta altura, sem culpa formada, o paciente está preso há seis anos e sete meses. Nada, absolutamente nada, justifica tal fato. A complexidade do processo pode conduzir ao atraso na apreciação da apelação, mas jamais à projeção, no tempo, de custódia que se tem com a natureza de provisória".

Gaúcha e Zero Hora
 
Comentários