A
     
     
     
     
     
     

    Neymar jogará contra a Costa Rica, mas Dunga não confirma que comece a partida

    Treinador fala em rodízio visando as eliminatórias. Goleiro Marcelo Grohe terá sua chance de estrear na Seleção

    Dunga não confirmou presença de Neymar desde o começo do amistoso

    Foto: Leo Correa

    Sem fazer o último término e não dando oficialmente a escalação para o jogo contra a Costa Rica neste sábado, o técnico Dunga deixou boas pistas das modificações que fará no time para testar opções visando as eliminatórias da Copa do Mundo. A principal delas é a substituição de Neymar, suspenso por dois jogos oficiais. Ao afirmar “Vamos usá-lo”, o treinador deu a ideia de que o ataque não deva começar com sua maior estrela e a formação seja a que treinou desde os primeiros dias nos Estados Unidos. Dunga também lembrou que Neymar não teve uma pré-temporada adequada e que recentemente ficou fora de alguns jogos do Barcelona. O mais provável é que o jogador entre no decorrer do jogo contra a Costa Rica e inicie a partida contra os Estados Unidos em Boston. 

    Na entrevista coletiva, o treinador da voltou a dizer que o Brasil viverá sempre com a cicatriz da goleada sofrida diante da Alemanha na Copa do Mundo, mas que isto tem que significar uma lição é uma motivação para recuperar a imagem. Ele falou em rodízio com jogadores que foram convocados, devendo usar pela primeira vez Marcelo Grohe no gol. O goleiro do Grêmio vem sendo chamado desde o ano passado, mas nunca atuou com a camisa da Seleção. 

    Sobre a substituição de Neymar para os confrontos contra Chile e Venezuela, O técnico salienta que está notando uma evolução na movimentação dos jogadores sem a maior referência. 
    O time provável para enfrentar a Costa Rica tem Marcelo Grohe; Danilo, Miranda, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho, Lucas Lima e Willian; Hulk e Douglas Costa. 

     
    Comentários