A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 11/08/2017 20h55

    Os bastidores da prisão de Paulo Seco, o traficante gaúcho ligado a Fernandinho Beira-Mar 

    Como policiais chegaram ao criminoso no Litoral Norte 

    Seco e um comparsa foram presos nesta caminhonete, que tinha dinheiro escondido no para-lamas 

    Foto: Divulgação /Brigada Militar

    Foi embaixo de um carro que policiais militares de Tramandaí encontraram um procurado narcotraficantes do Brasil, que inclusive tem relação com o criminoso Fernandinho Beira-Mar. José Paulo Vieira de Mello, conhecido como Paulo Seco, foi preso com outras oito pessoas, na noite de quinta-feira (10), em Tramandaí, no Litoral Norte.

    De acordo com relatos da Brigada Militar e Polícia Civil, os agentes receberam denúncia de que um grupo estava na cidade e planejava atacar bancos. Quando se aproximavam da casa, encontraram uma mulher em dirigindo uma Blazer. No interior do veículo, os policiais encontraram vários documentos falsos. Sem saber explicar a origem dos papéis, contou para os policiais onde estavam os comparsas.

    Mansão onde traficante e outras oito pessoas foram presas pela Brigada Militar Foto: Divulgação / Brigada Militar

    Quando chegaram na mansão, que fica Avenida Fernandes Bastos, os policiais encontraram Seco e Marino Divaldo Pinto de Brum - que seria o dono da casa - escondidos embaixo de uma caminhonete Amarok. Neste mesmo veículo, havia mais R$ 83 mil escondidos no para-lamas.

    Quando abordado, além de oferecer o suborno de R$ 1 milhão aos policiais para não ser preso, Seco ainda teria falado dito "Não sou qualquer um", e mencionou que já havia sido preso pela Interpol, no Uruguai.

    Dentro da mansão, chamou atenção dos policiais que não havia móveis, apenas colchões novos e todos dentro das embalagens. Também foram encontrados materiais usados em roubos e cerca de 40 celulares.

    Uma mulher que estava na casa e foi presa ainda tentou jogar o celular que usava dentro do vaso sanitário.

    Apresentados na 1ª Vara Criminal de Tramandaí, três dos presos já foram colocados em liberdade, já que não têm antecedentes criminais e não foi comprovada relação com o crime flagrado. Seco, Marino e outros três tiveram a prisão preventiva decretada e foram encaminhados ao sistema prisional.

    Paulo Seco tem ligação com o traficante Fernandinho Beira-mar    Foto: Dilvugação

     

    Zero Hora
     
    Comentários