A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 17/02/2017 18h09

    Polícia identifica um dos suspeitos de matar rainha de bateria em Cachoeirinha

    Homem é proprietário do automóvel usado na fuga dos criminosos

    Paola era rainha de bateria da Imperatriz Dona Leoopoldina

    Foto: Reprodução /Facebook/Arquivo Pessoal

    A Polícia Civil de Cachoeirinha identificou um dos três suspeitos de assassinar a comerciante e rainha de bateria Paola Serpa, de 33 anos. O homem é proprietário do Voyage usado na fuga dos bandidos, que foi abandonado na Estrada do Nazário, próximo do limite da cidade com Canoas.

    O homem, morador de Canoas, tem antecedentes criminais e deve prestar depoimento nos próximos dias. Conforme o delegado Newton Martins, a partir do que ele declarar, pode ser pedida a prisão preventiva do suspeito.

    “"O suspeito  é justamente o dono do Voyage. Temos que determinar agora se ele só dirigia ou se emprestou o carro, mas todas as provas colhidas colocam ele na cena do crime", relatou o delegado.”, disse o delegado.

    Em verificação no registro do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp), a polícia constatou que o veículo não estava em situação de furto ou roubo. O carro foi abandonado e incendiado, horas depois, na Estrada do Nazário.

    A fuga

    Segundo a polícia, a fuga dos criminosos foi feita pela Avenida Frederico Augusto Ritter, uma das ligações entre Cachoeirinha e Canoas. O carro do suspeito foi flagrado após ele furar uma sinaleira nas proximidades de onde o crime ocorreu.

    No restante do trecho, o motorista do Voyage teve o cuidado de reduzir a velocidade em lombadas eletrônicas, para não ser identificado. Isso, segundo o delegado, indica que ele já conhecia o caminho.

    A polícia ainda não tem pistas dos outros dois bandidos envolvidos no caso. Nas imagens de câmeras de segurança, apenas um criminoso desce do carro e caminha até o veículo da vítima.

    O crime

    Paola Serpa, 33 anos, foi morta a tiros na noite de ontem, em Cachoeirinha. Ela era rainha de bateria da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina, atual campeã do Carnaval de Porto Alegre.

    Segundo a polícia, o crime ocorreu na Rua Obedy Cândido Vieira, no Bairro Central Parque. Paola estava em um Chevrolet Cruze quando foi abordada por três homens que chegaram em um Voyage modelo antigo.

    Carro usado por criminosos foi achado queimado em Cachoeirinha (foto: divulgação)

    Gaúcha
     
    Comentários