•  Porto Alegre
  •  Santa Maria
  •  Serra
  •  Zona Sul
13:00Sala de Redação13:59
 
 
 
 
A
 
 
 
 
- Atualizado em 21/09/2013 18h56

Polícia investiga incêndio na sede do PSB em Porto Alegre

Uma das hipóteses levantadas é de que o ataque teria motivações políticas. Um bilhete foi deixado no local

Foto: Reprodução  / Twitter Beto Albuquerque

A Polícia Civil começou a investigar o ataque à sede do PSB, na madrugada deste sábado (21), em Porto Alegre. Uma carta com represálias ao partido foi deixada pelos criminosos após atearem fogo no local. No bilhete, se dizem solidários aos manifestantes presos em protestos nos Estados onde o PSB governa. Para o presidente estadual do partido, deputado Beto Albuquerque, o crime foi uma ação política de um grupo organizado nacionalmente.

"No bilhete, quando eles falam nos atos envolvendo Pernambuco e Rio de Janeiro, está claro que esta é um rede nacional organizada. A Polícia Federal não pode ficar assistindo isso sem entrar em campo para combater esse tipo de ação absurda e irresponsável", afirma Beto.

Segundo o delegado Marco de Souza, a partir de segunda-feira testemunhas serão ouvidas e imagens das câmeras de vigilância, analisadas. Segundo relato de vizinhos, dois homens teriam chegado ao local por volta das 2h e usado dois pneus para provocar o incêndio. A sede do partido ficará fechada para reformas por tempo indeterminado.
Comentários