A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 29/08/2014 11h11

    Polícia pede que torcedores denunciem envolvidos em ato racista

    Registro pode ser feito com a 4º Delegacia ou pelo disque-denúncia

    Goleiro do Santos recebeu insultos racistas durante jogo na Arena

    Foto: Fernando Gomes /Agencia RBS

    O torcedor do Grêmio que foi à Arena na noite desta quinta-feira (28), na partida contra o Santos pela Copa do Brasil, e que presenciou as manifestações de racismo contra o golerio Aranha podem procurar a polícia para ajudar a identificar os autores dos atos. O pedido foi feito na manhã desta sexta-feira (29) pelo chefe de Polícia Civil, Guilherme Wondracek.

    “O torcedor que estava próximo e não quer que seu clube seja prejudicado pode procurar a 4º Delegacia ou registrar através do disque-denúncia. As pessoas podem nos trazer informações que nos auxiliem a identificar os criminosos”, explicou Wondracek em entrevista ao Gaúcha Atualidade.

    Segundo a polícia, uma torcedora já foi identificada e haverá uma tentativa de identificação de outros torcedores. “A polícia vai colher depoimentos e vai ouvir essa menina”, garantiu.

    A 4º Delegacia está trabalhando com imagens e com testemunhas. 

    Juiz condena atos e fala em punição

    O juiz do Juizado do Torcedor, Marco Aurélio Martins Xavier, também se manifestou sobre o episódio em entrevista à Rádio Gaúcha. Ele lamentou a preocupação dos clubes com consequências desportivas. “Às vezes, essas preocupações são maiores do que a com a consequência social”, disse. “É hora de refletir e colocar na balança de prioridades”.

    Xavier ressaltou a importância da cooperação do trabalho entre a polícia e o Judiciário na identificação e punição dos torcedores. 

    “O fato atinge um bem jurídico que pertence à sociedade”, explicou. “Atos violentos são pontuais, mas têm um poder devastador na imagem da torcida e da própria população gaúcha”, lamentou.  

    Racismo durante o jogo
    jogo entre Grêmio e Santos, na Arena, já se encaminhava para o final quando o goleiro santista Aranha foi ofendido com atos racistas por torcedores do Tricolor. Imagens de TV mostra ele sendo chamado de macaco. A partida ficou paralisada por alguns minutos enquanto o atleta denunciava os xingamentos.

     

     

     
    Comentários