A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 10/09/2015 14h04

    Prefeitura desiste de instalar 2 mil novos pontos de iluminação em Santa Maria

    O Executivo tem tido déficit mensal de R$ 100 mil nas contas de iluminação

    Foto: Jean Pimentel /Agencia RBS

    Entre maio e agosto deste ano, a prefeitura de Santa Maria tem tido déficit mensal de R$ 100 mil nas contas de iluminação pública. Por causa disso, a Secretaria de Obras, Infraestrutura e Serviços suspendeu o plano de instalar 2 mil novos pontos de iluminação na cidade – entre os locais que seriam contemplados estão a Avenida Liberdade de o Calçadão Salvador Isaia.

    De acordo com a secretária de Finanças, Ana Beatriz Barros, a prefeitura arrecada do contribuinte R$ 400 mil por mês em iluminação. Antes de maio, a conta paga à AES Sul e para a Quantum, empresa de Santa Catarina que faz a manutenção da iluminação, flutuava entre R$ 280 mil e R$ 300 mil. Logo, havia uma reserva, que variava entre R$ 120 e R$ 100 mil, que ia para o Funco de Contribuição da Iluminação Pública (Funcip). 

    A partir de maio, com a alta de energia elétrica em todo o país ao longo do ano (que subiu mais de 40%), a conta mensal subiu para R$ 500 mil. Daí o déficit de R$ 100 mil. Por conta disso, e para não repassar a conta para o contribuinte, a Secretaria de Finanças orientou a Secretaria de Obras para que administrasse o Funcip.

    Há R$ 2 milhões em caixa e que estão sendo usados para cobrir esse déficit. Caso a prefeitura mantivesse o plano de instalar mais 2 mil pontos de iluminação, o déficit subiria para R$ 200 mil, pois mais R$ 100 mil teriam de ser pago à Quantum. Com isso, se optou por suspender a instalação dos novos pontos.

    A prefeitura de Santa Maria espera que o cenário econômico do país melhore para que a conta não acabe sendo repassada ao contribuinte.

    Gaúcha SM
     
    Comentários