A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 31/01/2017 8h08

    Presidente do STF quer sortear relatoria da Lava Jato entre ministros da 2ª Turma

    Cármen Lúcia quer manter processo com o mesmo grupo de Teori Zavaski

    Foto: José Cruz /Agência Brasil

    Após a confirmação da homologação da delação da Odebrecht pela presidente do STF, a ministra Cármen Lúcia agora pretende fazer um sorteio entre os integrantes da Segunda Turma do tribunal a qual pertencia o ministro Teori Zavascki para definir quem assumirá a relatoria da investigação referente a Lava Jato. A esse relator caberá retirar ou não o sigilo dos depoimentos dos 77 executivos e ex-executivos da empreiteira que fecharam acordo de colaboração.

    Fazem parte da Segunda Turma os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Cármen Lúcia tem conversado com os outros nove ministros da Corte sobre a possibilidade de Edson Fachin mudar da Primeira para a Segunda Turma do STF e completar o grupo que analisa os casos da Lava Jato.

    A presidente do STF decidiu homologar as delações para evitar atrasos na Lava-Jato e sinalizar que a investigação não sofrerá prejuízos com a morte do ministro Teori Zavascki, que era o relator dos processos na Suprema Corte.

    Gaúcha
     
    Comentários