A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 19/06/2017 6h49

    Processados, pais de vítimas da Kiss recebem apoio nas redes sociais

    Familiares de jovens mortos no incêndio podem ser condenados, enquanto os responsáveis pela tragédia seguem impunes 

    Foto: Reprodução /Facebook

    Vídeos e mensagens de apoio aos pais de vítimas da Kiss processados por promotores e ex-promotores de Santa Maria estão sendo compartilhados nas redes sociais. Quatro anos anos após a tragédia que matou 242 pessoas, três pais e uma mãe de vítimas da boate Kiss podem ser condenados por "calúnia e difamação", enquanto os responsáveis seguem impunes. As informações são da Zero Hora.

    No Facebook, a página Somos Todos Pais Kiss, criada no último dia 15, já tinha mais de 5 mil curtidas e 5 mil seguidores até às 23h50min deste domingo. Usuários do interior do Rio Grande do Sul e até de outros Estados estão gravando vídeos e manifestando solidariedade. Famosos também estão aderiram à campanha. Atores como o gaúcho Rafael Cardoso, Edson Celulari e Dira Paes, da Rede Globo, gravaram vídeos em 

    Veja o vídeo gravado por Edson Celulari:

    "Pais que perderam filhos na tragédia da boate Kiss se condenados podem ser presos, pois foram processados criminalmente por promotores do MP RS. O que os pais fizeram? Escreveram artigos e cartazes contra a absurda decisão dos promotores que arquivaram os processos dos servidores públicos que tinham conhecimento das graves irregularidades da boate", diz o texto de apresentação da página. 

    Veja o vídeo gravado por Dira Paes:

    A campanha é promovida pela Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), Instituto Juntos, Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Conselho Regional de Serviço Social do Rio Grande do Sul (CRESS-RS) e outras entidades da sociedade civil. 

    Veja o vídeo gravado pelo ator Rafael Cardoso: 

     

    Zero Hora
     
    Comentários