A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 20/04/2017 23h42

    Secretaria de Saúde proíbe venda e uso de contraceptivo após casos de gravidez

    Usuárias são orientadas a procurar serviços de saúde para mais orientações

    A Secretaria Estadual de Saúde suspendeu nesta quinta-feira (20) o uso e venda do contraceptivo injetável Demedrox (acetato de medrox progesterona), em todo o Estado. 

    A decisão foi tomada pelo secretário João Gabbardo dos Reis após notificação de dois casos de gravidez durante o uso da medicação. 

    O medicamento é fornecido pelo Ministério da Saúde e distribuído pelo Estado aos municípios. A orientação é utilizar outros métodos contraceptivos, como a camisinha. Usuárias são orientadas a procurar serviços de saúde para mais orientações. 

    A reportagem não conseguiu contato com a empresa fabricante do medicamento. 

    Gaúcha
     
    Comentários