A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 15/07/2017 12h07

    SM de Negócios: Instituição de microcrédito liberou mais de R$ 60 mi em 15 anos

    Imembuí Microfinanças contempla Santa Maria e mais de 20 municípios

    Foto: Assessoria Prefeitura de Santa Maria /Divulgação

    Santa Maria conta há 15 anos com uma instituição de microcrédito voltada a dar apoio a empreendedores. Criada em 2002 com o nome de Banco do Povo, a instituição virou a chave em 2010 quando passou a se chamar Imembuí Microfinanças.

    Considerada uma OSCIP, ou seja, uma organização da sociedade civil de interesse público, a Imembuí fez girar em mais de uma década um valor superior a R$ 60 milhões em microcrédito. A linha de crédito prevê apoio que vai de R$ 300 a R$ 15 mil.

    Um diferencial positivo da Imembuí Microfinanças - que é uma associação civil (privada) sem fins lucrativos - é que, ao contrário do sistema bancário tradicional, a taxa de juros é mais baixa: fica em 2,5% ao mês.

    A liberação de crédito funciona da seguinte maneira: o interessado preenche uma ficha, que pode ser presencial ou online. Um agente de crédito da Imembuí, na sequência, faz uma vista ao cliente. E é feito um levantamento socioeconômico e é analisada a capacidade de pagamento da pessoa. Para que haja a liberação do crédito, o cliente não pode estar no SPC.  

    A prefeitura, em 2002, liberou em R$ 30 mil à instituição. O maior valou veio em 2010 quando houve um aporte de R$ 600 mil – embora a prefeitura não tenha obrigação em colocar dinheiro na instituição. Neste ano, a Imembuí já liberou, até o momento, R$ 4 milhões.

    Recentemente, a Imembuí obteve a liberação de R$ 300 mil da Caixa Econômica Federal para fomento à linha de microcrédito. 

    Gaúcha SM
     
    Comentários