A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 21/04/2015 14h02

    Todos bairros de Santiago têm focos do mosquito transmissor da dengue

    Número de agentes envolvidos no combate vai passar de 5 para 69

    Foto: Rafaela Martins /Agencia RBS

    Agentes da prefeitura de Santiago encontraram focos do mosquito transmissor da dengue em todos os bairros do município da Região Central do Estado. Um novo levantamento está sendo feito, com pelo menos 12 locais já identificados.

    A prefeitura encontrou larvas do Aedes aegypti em todos os pontos para onde foi chamada. Nos anos anteriores, também havia focos na cidade, mas a secretária da saúde, Ana Souto, afirma que desta vez a situação está fora de controle.

    Ana Souto garante que os 64 agentes comunitários da Secretaria Municipal da Saúde passarão a trabalhar no combate junto com os cinco agentes ambientais, que atualmente são os responsáveis pelo serviço. Escolas, quartéis e entidades também participarão de uma campanha que será lançada nos próximos dias. Não há registro de pessoas que contraíram a doença neste ano na cidade.

    No Rio Grande do Sul, passa de 240 o número de casos de dengue em 2015, sendo mais da metade autóctones, que são contraídos no Estado. A doença já é considerada epidemia em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Acre. Epidemia se caracteriza quando há mais de 300 casos por 100 mil habitantes. Apenas Amazonas, Espírito Santo e Distrito Federal não registraram aumento de casos neste ano em relação a 2014.

    Como combater a dengue:

    - Qualquer local que possa juntar água limpa e parada é um possível foco do mosquito da dengue. Por isso, deve ser evitado o acúmulo de água.

    - É preciso colocar areia nos pratos das plantas ou trocar a água uma vez por semana.

    - Pneus velhos devem ser furados e guardados com cobertura.

    - Vasos e baldes vazios devem ser colocados de boca para baixo.

     
    Comentários